Um ano de conflitos, retrocessos e ameaças, mas que trouxe conquistas incríveis!


Publicado em 15/12 às 12h

Por Susana Prizendt

Um ano tumultuado, com muitas ondas de instabilidade, conflitos e ameaças. Sem dúvida, 2016 foi um período em constante ebulição! De um lado, o aquecimento global e todas as suas consequências desastrosas para o planeta seguem mostrando cada vez mais intensidade, superando as previsões científicas e revelando as falhas de nossa civilização em reestruturar seus pilares.

De outro lado, o aprofundamento das crises sócio-econômicas, fazendo com que as desigualdades financeiras se ampliem e a miséria ameace a sobrevivência de muitos seres humanos, estimulando guerras e migrações.

No Brasil, uma avalanche de modificações políticas trouxe retrocessos drásticos em setores essenciais para a população, sobretudo à sua parte mais pobre. Na área ambiental, além de uma ampliação do desmatamento de florestas e do recorde de assassinatos de ambientalistas (    até a presente data!), ainda vivenciamos o desmonte de nossa legislação referente ao controle de substâncias poluentes, inclusive os agrotóxicos. Liberação de pulverização desses venenos na cidade e proposta de eliminar a atuação dos Ministérios da Saúde e do Meio Ambiente nas decisões que regulam essas substâncias, são exemplos desse desmonte.

Felizmente há boas notícias para nos dar alento. A resistência dos movimentos sociais a essas ameaças segue firme e conseguimos algumas conquistas importantes junto à sociedade e ao poder público. No município de São Paulo, por exemplo, houve uma soma de esforços de organizações da sociedade civil, de agricultores periurbanos e urbanos, de representantes do Legislativo e de Secretariais Municipais como a do Trabalho, a de Serviços e a do Desenvolvimento Urbano, entre outras, para que fosse possível a implantação de um programa integrado do setor agroalimentar.

O estímulo à transição agroecológica, à compostagem, ao acesso democratizado aos alimentos saudáveis e livres de veneno e à promoção de um conjunto de atividades teóricas e práticas no setor, favoreceu o desenvolvimento de uma teia de relações altamente benéfica para a população e o meio ambiente.

Agora esse esforço de tantas pessoas foi reconhecido e o município conquistou um prêmio internacional pioneiro e importantíssimo. Trata-se do Prêmio Mayors Challenge 2016, da Bloomberg Philanthropies que destinou US$ 5 milhões à ampliação do programa “Ligue os pontos”, uma plataforma digital que pretende potencializar as políticas públicas relacionadas à cadeia de valor da agricultura local, envolvendo produtores, distribuidores e consumidores. A ação tem o objetivo de contribuir para facilitar e ampliar a distribuição do alimento produzido pela agricultura familiar até a mesa das crianças nas escolas, por exemplo.

É um excelente presente de Natal a todos que lutam por uma vida mais justa e harmônica e serve para nutrir nossos corações de esperança e ânimo para seguir em frente, mesmo com tantas ameaças e desafios no horizonte!



ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA PROMOÇÕES E CONTEÚDOS EXCLUSIVOS