Levando as experiências da Comunidade que Sustenta a Agricultura para inspirar o Chile!


Publicado em 23/04 às 10h

Por Claudia Vivacqua de Figueiredo - CSA Brasil

Este é nosso oitavo ano de trabalho na CSA Brasil, apoiando e desenvolvendo Comunidades que Sustentam a Agricultura. Anos em que fomos aprendendo e entendendo o que são essas Comunidades. Em que fomos somando muitas experiências, por meio de nossos cursos e das diversas CSAs que brotam por todo o país! Nos meses de março e abril, pude compartilhar todo este aprendizado no Chile. Que riqueza!

Iniciei minha viagem pelo sul, lá nas Cordilheiras, onde, junto com meu amigo e engenheiro agrônomo Daniel Delorenzo, tive a honra de poder levar esta ideia para agricultores Mapuches e de conhecer as Termas de Panki, um paraíso em que fiquei hospedada a convite do Daniel Little e onde realizei uma palestra para os agricultores e interessados neste impulso.

A cidade próxima das termas se chama Kurarewe e está pleiteando o título de cidade sustentável. Quase toda a agricultura lá praticada é orgânica. Nesta pequena cidade do Chile fiz também palestra para pessoas ligadas à prefeitura e ao INDAP (Instituto de Desenvolvimento Agropecuária), que foi recebida com muito interesse. Fui também ao Centro Ceres (Centro Regional de Inovação Hortofrutícula de Valparaíso) e à Granja Crisol, onde se pratica agricultura biodinâmica (deliciosos abacates e figos biodinâmicos, entre outras delicias e uma linda horta).

É lá que a Marcela e o Juancarlo fazem um lindo trabalho e onde organizaram uma reunião, para que eu pudesse contar sobre a experiência de CSA no Brasil. Pude também conhecer a Escola Waldorf de Limache, com sua linda horta, na qual os alunos participam ativamente da vida agrícola e iniciaram uma experiência para nutrir as famílias da escola com os alimentos que cultivam.

Em Santiago, participei de um evento chamado ÑAM INNOVA (Encontro Gastronômico de Inovação Social), em mesas de conversas sobre sustentabilidade e alimentação saudável! As queridas nutricionistas chilenas Natália e Maria, que eu conheci n o ano passado, durante o Congresso Internacional da VP, organizaram a minha participação nesse evento e na Ecofeira de Santiago. A Natália fez o curso de CSA aqui no Brasil.

Nos entremeios desses eventos, aconteceram muitos encontros, conversas, visitas, pessoas sempre interessadas em conhecer nossa experiência. Junto com o Roque, passei um dia conhecendo seu projeto de Hortas Urbanas, em Santiago, em bairros de vulnerabilidade social. Uma viagem inesquecível. Eu também aprendi muito, principalmente que o Brasil tem muito a contribuir no caminho de desenvolvimento deste lindo impulso que são as Comunidades que Sustentam a Agricultura.

Gratidão Eterna!



ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA PROMOÇÕES E CONTEÚDOS EXCLUSIVOS