Destaque do Mês


Publicado em 30/10 às 11h

Um mês de celebração do alimento em que podemos repensar nosso modelo produtivo
Por Susana Prizendt C. P. C. A. P. V. e MUDA-SP

O início do mês de outubro foi um marco para a aproximação dos saberes agroecológicos, cultivados há décadas em nosso país, em relação aos conhecimentos referentes à nutrição humana, que estão sendo desenvolvidos nas academias.

Uma homenagem à Dra. Ana Primavesi, pioneira nas pesquisas em agroecologia no Brasil e reconhecida internacionalmente pelos conceitos relativos à vitalidade do solo, foi o grande destaque do Espaço da Terra no Congresso Internacional de Nutrição Funcional.

Era o primeiro dia de um mês que se destaca em nosso calendário por abrigar o Dia Mundial da Alimentação, celebrado em 16 de outubro, e o fato de uma pesquisadora do universo agroecológico ser recebida com tanto vigor em um evento, dedicado aos profissionais de nutrição, revela que, cada vez mais, se amplia a percepção de que só há seres humanos bem nutridos quando a terra está bem nutrida.

Em um ano em que o tema “O clima está mudando. A Alimentação e a Agricultura também” foi escolhido para nortear as ações referentes ao Dia Mundial da Alimentação, percebemos o quanto é importante que o diálogo entre todas as áreas de conhecimento sobre a nossa cultura agroalimentar seja estimulado.

Além da combinação calórica e nutricional, que deve ser considerada a conquista de uma alimentação saudável, já sabemos que é necessário também considerar todo o percurso que levou os alimentos aos nossos pratos, partindo de onde e de como eles foram produzidos, para que possamos alcançar uma sociedade dotada de segurança alimentar e nutricional, saúde e sustentabilidade.

As iniciativas para promover a consciência das pessoas em relação ao modelo de produção, distribuição, consumo e destinação dos resíduos alimentares, seguem intensificando-se. Sobretudo nesse mês de outubro, vários eventos ofereceram vivências que integram todas as etapas desse ciclo.

Da terra ao prato e do prato à terra- passando por uma cadeia produtiva e distributiva dos alimentos que compõem nossa dieta- os conceitos de solidariedade, justiça social, restauração do meio ambiente e preservação do patrimônio genético e cultural estão sendo cada vez mais reconhecidos e disseminados como fundamentais para um futuro equilibrado.

Convidamos você a refletir, vivenciar e cocriar conosco; vamos nutrir nossa vida com mais amor à natureza e à sua teia de fertilidade!



ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA PROMOÇÕES E CONTEÚDOS EXCLUSIVOS