É época de umbu, fruto nativo da caatinga! Conheça melhor a espécie e experimente seu sabor


Publicado em 20/02 às 17h

Por Valéria Paschoal - VP Consultoria Nutricional

O Umbu é o fruto da árvore Umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.), nativa do Nordeste brasileiro, sendo a principal espécie frutífera do bioma Caatinga. A Caatinga é uma região de terra seca, árvores baixas que resistem às mudanças climáticas típicas desta região.

O Umbuzeiro é uma árvore sagrada para os indígenas, o seu nome vem de “ymbu” em tupi-guarani, que significa “árvore que dá de beber” pois suas raízes armazenam água e é rica em nutrientes.  O fruto, as raízes e as folhas da árvore, são usados na alimentação da população, como também na alimentação dos animais; suas flores perfumadas são as preferidas das abelhas e de outros polinizadores. Assim quando acaba sua safra, as folhas caem, servindo novamente de alimento para os animais.

Suas folhas podem ser consumidas na salada (crua), refogadas ou cozidas. A população extrai das raízes do Umbuzeiro um suco, que é usado na prevenção do escorbuto, pois é rico em Vitamina C, e de outras doenças derivadas da carência vitamínica. Além disso, as raízes são usadas pelos vaqueiros do sertão, tomando seu suco e matando a sede em suas jornadas na Caatinga. O fruto pode ser consumido in natura, contêm polifenóis, e propriedades antioxidantes, semelhante aos da uva, tornando o umbu, um grande aliado da medicina popular.

O umbuzeiro é produzido por pequenos agricultores no Nordeste, colaborando com a economia local, e a mão-de-obra para as famílias rurais da região semiárida. A safra do umbu vai até o final de fevereiro, e os frutos podem ser encontrados em cidades grandes como São Paulo. Vamos valorizar nossos biomas?! Que tal experimentar uma deliciosa geleia de umbu?.

Receita: Geleia de Umbu  

 Ingredientes:

  • 400g de polpa de umbu
  • 50g de açúcar mascavo
  • 7 tâmaras
  •  ½ litro de água
  • 1 limão 

Modo de preparo: Cozinhe os frutos até amolecerem, em seguida coe para separar a polpa do caroço. Com a própria água do cozimento faça a geleia, acrescente ½ litro de água, o açúcar e as tâmaras (pique as tâmaras em pedaços pequenos), leve tudo ao fogo e mexa bem. Quando ferver, esprema o limão, e continue mexendo. Quando formar um “mel” a geleia está pronta!



ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA PROMOÇÕES E CONTEÚDOS EXCLUSIVOS