Que tal ser um guardião das abelhas sem ferrão? Curso orienta como dar esse passo!


Publicado em 21/03 às 11h

Por Ana Moraes e Cauê Vida   SOS Abelhas Sem Ferrão

Em nosso maravilhoso planeta existem entre 20 e 30 mil espécies de abelhas registradas, ou seja, os meliponíneos podem ser entendidos como as espécies de abelhas que são desprovidas de ferrão, também conhecidas como meliponas. Na verdade, o ferrão é atrofiado, mas elas são capazes de se defender usando outros mecanismos. Para compreendermos sua importância, precisamos falar sobre a sua distribuição geográfica. No mundo existem 404 espécies de abelhas sem ferrão, das quais aproximadamente 300 espécies são encontradas no Brasil. Ou seja, 3/4 das abelhas sem ferrão estão em nosso território. Por esse motivo, temos a obrigação de proteger e manter a biodiversidade, mas devido ao uso indiscriminado de agrotóxicos, expansão das monoculturas e desmatamentos, as populações das abelhas indígenas sem ferrão vêm entrando em declínio e precisam ser protegidas.

A primeira coisa que vem em mente quando se fala nas abelhas é o ferrão ou mel. Mas o mel é apenas um subproduto do trabalho desses fascinantes animais. Graças ao seu trabalho, mais de 80% das plantas e mais de 70 % dos alimentos do mundo são produzidos em razão da polinização.

Acreditamos que ser guardião não é apenas possuir um enxame, mas sim guardar e proteger os enxames que se encontram instalados naturalmente em seu caminho ou entorno. Porém, entendemos o desejo de muitos em ter um enxame em sua própria casa, tanto para admirar esses preciosos e importantes animais, quanto para a retirada e consumo do mel. Mas o principal e fundamental serviço ecossistêmico que elas exercem ao meio ambiente natural é a polinização. Em todos os casos, conhecer os detalhes da manutenção e manejo das abelhas indígenas nativas sem ferrão é essencial para o sucesso do trabalho de um guardião.

Justamente por isso, O Bicho Biotrips Estudo do Meio e Educação Ambiental em parceria com a ONG SOS Abelhas sem ferrão vêm oferecer o Curso de Meliponicultura, onde serão apresentadas as Ferramentas e Caixas Racionais das abelhas indígenas nativas sem ferrão. Durante o curso, serão abordados os seguintes assuntos: Ferramentas para a atividade de Meliponicultura; Manejo das abelhas; Equipamentos de proteção para criação; Relação entre os tipos de caixas de abelhas sem ferrão e seus hábitos de nidificação; Materiais para construção da colmeia racional; Evolução das caixas racionais; Principais modelos de caixas utilizadas na Meliponicultura; Vantagens e desvantagens de cada modelo; Modelos contínuos e modulares; Funcionamento dos módulos das colmeias racionais; Acessórios para otimizar o manejo e criação das abelhas; Formas de evitar invasões e predadores naturais. Após conhecer o funcionamento e incentivar que cada participante consiga seu próprio enxame, será oferecida uma oficina de montagem de iscas e dicas de instalação.

Dia: 07 de abril de 2018 das 13h30 as 17h00 Local: Rua Bela Cintra, 450 – Consolação CEP -01415-000 – São Paulo-SP Investimento: R$ 70,00 Maiores informações www.obichobiotrips.eco.br



ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA PROMOÇÕES E CONTEÚDOS EXCLUSIVOS