Evite os produtos de limpeza tóxicos, descubra como fazer produtos caseiros e naturais!


Publicado em 26/02 às 15h

Por Cláudia Visoni  colaboradora do MUDA-SP

Tornei-me “especialista em faxina ecológica” porque não me conformo com desperdício e contaminação do meio ambiente. Aos poucos, fui me desintoxicando das substâncias e perfumes artificiais dos produtos industrializados de limpeza e me tornei intolerante aos sabões em pó, detergentes, limpadores, amaciantes, alvejantes & cia.

Ainda não se conhece totalmente as consequências do despejo de milhões de toneladas desses produtos, diariamente, nas águas. Mas já se sabe que os ecossistemas estão sendo prejudicados por essa invasão química. Muitas dessas substâncias são voláteis (ou seja, nós as respiramos), hormonalmente ativas, carcinogênicas ou tudo isso misturado. Esses diferentes produtos interagem  gerando “compostos- Frankenstein”, cujo efeito se conhece menos ainda.

Assim, quase não frequento mais supermercado comum onde só compro álcool. Além desse item, compro apenas bicarbonato de sódio e sabão de coco em barra. Com esses 3 itens e outros 3 (folhas de citronela do quintal, cascas de laranja/limão e açúcar mascavo) limpo tudo em minha casa.

Por exemplo, para retirar manchas e branquear, tenho esfregado sabão de coco em barra nas peças claras e deixado ao sol (isto é, uso o método antigo que se chama quarar). Ele não é milagroso, tanto que alguns panos de prato, por exemplo, nunca mais serão totalmente branquíssimos e eu continuo usando mesmo assim. Os produtos caseiros demandam mais tempo de molho e esfregação porque são menos abrasivos. E por isso mesmo as roupas duram mais. E sua saúde também. Descobri também que algumas folhas são excelentes para a limpeza. São elas: boldo, abóbora e, na falta dessas duas, batata doce. É pegar e esfregar em louças antes da lavagem. Depois basta jogar as folhas na composteira. Bagaço de cítricos também é ótimo para isso, mas eu guardo para fazer enzima.

Meu trabalho segue a permacultura, que é ao mesmo tempo um estilo de vida e uma ciência de design ecológico. Em particular, procuro aplicar três de seus princípios éticos em todos os momentos da vida e, em especial, na hora de limpar a casa, as roupas, a louça e meu corpo. São eles:

- Cuidar das pessoas. Existe cuidado mais essencial do que higienizar?

- Cuidar da natureza. Com os métodos e produtos de limpeza que estou descrevendo utiliza-se muito menos água e o líquido não chega a ser poluído, podendo ser entregue de volta para a natureza imediatamente, por meio da rega de plantas. Além disso, as embalagens praticamente são eliminadas. E o que era resíduo pouco propício à compostagem – estou falando das cascas de cítricos – ganha um destino nobre.

- Partilhar os excedentes. Compartilho, aqui, meus conhecimentos. Se você quiser uma amostra ou trocar os produtos que eu produzo pelos seus preparados caseiros, é só entrar em contato através desse boletim.

Na permacultura a gente diz também que “o problema é a solução”. Eu tinha vários problemas: não queria usar embalagens descartáveis, detestava perfumes artificiais, não sabia o que fazer com cascas de cítricos, excedentes de citronela e folhas no quintal. Transformei isso tudo nos meus queridos produtos, uma solução linda.

Todos podem começar a fazer seus próprios produtos de limpeza e evitar substâncias tóxicas, disponibilizo fotos e detalhes de preparação de alguns deles no link do meu antigo blog:  http://conectarcomunicacao.com.br/blog/148-meus-produtos-de-limpeza/



ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA PROMOÇÕES E CONTEÚDOS EXCLUSIVOS