Eixo tireoide e intestino - quais implicações metabólicas?


Eixo tireoide e intestino - quais implicações metabólicas?

Publicado em 16/03/2018 às 14:38



Nosso intestino é responsável por uma série de reações, sendo sua homeostase imprescindível para o equilíbrio orgânico. Dentre as correlações observadas, o intestino saudável interage com vias tireoidianas, que sinalizam reações metabólicas importantes para o nosso organismo1,2. Assim, o quadro de disbiose intestinal tem sido associado a algumas alterações metabólicas, especialmente por predispor ao aumento da inflamação local e sistêmica, prejudicando a adequada condução do nosso metabolismo. Essa alteração foi observada em um recente estudo clínico, em que constatou-se alteração da microbiota intestinal – por meio de análises de amostras de fezes – em pacientes diagnosticados com hipotireoidismo de Hashimoto – doença autoimune atrelada a redução na produção dos hormônios tireoidianos, pelo efeito dos anticorpos produzidos nesta condição3.

Na doença de Graves – outra condição autoimune que envolve a tireoide – a microbiota desequilibrada também é proposta como gatilho. Uma revisão narrativa, que incluiu estudos publicados desde julho de 2016, mostrou que as alterações na microbiota intestinal influenciam no sistema imunológico local, gerando desequilíbrio em células T reguladoras e linhagens de células mais inflamatórias, que aumentam o risco de desenvolvimento da doença4.

Ainda, o hipotireoidismo pode ser associado a alterações na motilidade do trato gastrointestinal, uma vez que os hormônios tireoidianos participam de reações motoras que envolvem o trato em questão5. Esta condição foi justificada por um estudo conduzido com 30 mulheres diagnosticadas com hipotireoidismo, em foi observado distúrbios em motilidade de forma significativa, prejudicando o trânsito esofágico e gástrico6.

Desta forma, as condutas voltadas para a saúde tireoidiana devem envolver estratégias que visam a saúde intestinal, como o adequado aporte de fibras – especialmente de frutas, verduras, legumes e cereais -, probióticos e boa ingestão de líquidos.

Referencias Bibliográficas:

1-VIRILI, C.; CENTANNI, M. Does microbiota composition affect thyroid homeostasis? Endocrine; 49(3):583-7, 2015.

2-VIRILI, C.; CENTANNI, M. ´´With a little help from my friend´´ - the role of microbiota in thyroid hormone metabolismo and enterohepatic recycing. Mol Cell Endocrinol; 2017. doi: 10.1016/j.mce.2017.01.053

3-ZHAO, F.; FENG, J.; LI,J. et al. Alterations of the gut microbiota in hashimoto´s thyroidtis patients. Thyroid; 28 (2):175-186, 2018.

4-COVELLI, D.; LUDGATE, M. The thyroid, the eyes and the gut: a possible connection. J Endocrinol Invest; 40(6):567-576, 2017.

5-PATIL, A.D. Link between hypothyroidism and small intestinal bacterial overgrowth. Indian J Endocrinol Metab; 18(3):307-9, 2014.

6-YAYLALI, O;KIRAC, S.; YILMAZ, M. et al. Does hypothyroidism affect gastrointestinal motility?Gastroentederol Res Pract; 2009:529-802, 2009.


ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA PROMOÇÕES E CONTEÚDOS EXCLUSIVOS