Como o consumo de açaí pode atenuar problemas hepáticos


Como o consumo de açaí pode atenuar problemas hepáticos

Publicado em 06/03/2018 às 13:53



O açaí é uma fruta típica do Brasil, sendo muito consumida por todas as regiões do país. Sua composição nutricional tem ganhado destaque entre as publicações científicas, especialmente pela presença de antocianina – composto sugerido como potente agente antioxidante e anti-inflamatório, que pode reduzir reações que prejudicam nosso organismo. Para contribuir com estas importantes ações, o açaí também é considerado fonte de ácidos graxos monoinsaturados, essências para a manutenção da integridade de nossas reações celulares 1,2.

Recentemente, um estudo realizado em ratos induzidos ao dano hepático mostrou que a administração de açaí foi capaz de reduzir a expressão de citocinas inflamatórias, atenuando o dano histopatológico no tecido, incluindo a esteatose hepática severa3.

Outro estudo, também conduzido em modelo animal, mostrou que a administração de açaí atenuou a esteatose hepática – induzida por uma dieta rica em óleo de soja -, por reduzir a infiltração de ácidos graxos no fígado. Ainda, o açaí foi correlacionado com o aumento de paraoxonase 1 (PON1) – importante componente antioxidante da HDL (lipoproteína de alta densidade), suportando o seu benefício na defesa contra o estresse oxidativo4.

Para complementar, a administração de açaí associada à prática de exercícios foi relatada como benéfica para reduzir a lipogênese hepática, além de aumentar a defesa antioxidante5.

Embora os resultados sejam promissores, há poucos estudos clínicos e bem conduzidos que avaliam a eficiência da conduta, bem como a sua segurança em relação a marcadores hepáticos. Entretanto, sua atuação antioxidante já é bem estabelecida, podendo beneficiar nosso organismo em diversas reações fisiológicas.

Referências Bibliográficas:

1-BRUNSCHWING, C.; LEBA, L.J.; SAOUT, M. et al. Chemical composition and antioxidant activity of Euterpe oleracea Roots and leaflets. Int J Mol Sci; 18(1): E61,2016.

2-GARZÓN, G.A.; NATVÁEZ-CUENCA, C.E.; VINCKEN, J.P. et al. Polyphenolic composition and antioxidant activity of açaí (Euterpe oleracea Mart.) from Colombia. Food Chem; 217:364-72,2017.

3-ZHOU, J.; ZHANG, J.; WANG, C. et al. Açaí (Euterpe oleracea Mart.) attenuates alcohol-induced lliver injury in rats by alleviating oxidative stress and inflammatory responde. Exp Ther Med; 15(1):166-172, 2018.

4-PEREIRA, R.R.; ABREU, I.C.; GUERRA, J.F. et al. Açaí (Euterpe oleracea Mart.) upregulates paraoxonase 1 gene expression and activity with concomitant reduction of hepatic steatosis in high-fat diet-fed rats. Oxid Med Cell Longev; 2016. doi: 10.1155/2016/8379105.

5-BEM, G.F.; COSTA, C.A.; CORDEIRO, S.C.V.Euterpe oleracea Mart. (açaí) seed extract associated exercise training reduces hepatic steatosis in type 2 diabetic male rats. J Nutr Biochem; 52:70-81, 2018.


ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA PROMOÇÕES E CONTEÚDOS EXCLUSIVOS