Frutas vermelhas podem melhorar a memória


Frutas vermelhas podem melhorar a memória

Publicado em 23/05/2017 às 14:02



As frutas vermelhas ganham destaque pelo alto teor de nutrientes e fitoquímicos, que permitem reações metabólicas adequadas e proteção celular, reduzindo o risco de muitas doenças crônicas1,2

            Esta atuação é essencial para a integridade do sistema nervoso central. Um estudo realizado em ratos indicou que a administração de antocianinas das frutas vermelhas foi capaz de reverter a neurotoxicidade mediada por glutamato3. Ainda, esses compostos são correlacionados com redução de citocinas inflamatórias no sistema nervoso central, e a infiltração de células imunológicas em células cerebrais – potentes gatilhos para doenças neurodegenerativas4.

            Além desta importante ação protetora, as frutas vermelhas são propostas para aumentar a capacidade cognitiva. Um estudo realizado com indivíduos saudáveis, que receberam 30 ml de suco de mirtilo por 12 semanas, mostrou que a intervenção foi responsável por aumentar a capacidade de memória. Para justificar este efeito, os autores indicaram que as antocianinas melhoram a permeabilidade vascular em nível cerebral, fato que contribuiu com maior disponibilidade de nutrientes. Ainda, as antocianinas foram correlacionadas com a inibição da atividade da monoamino oxidase – enzima responsável pela degradação de serotonina na fenda sináptica – e, portanto, podem ser utilizadas para aumentar a disponibilidade deste neurotransmissor que é associado à melhora do humor 5.

            Esta atuação no sistema nervoso central também foi verificada em idosos que apresentavam risco para o desenvolvimento de problemas cognitivos, como a demência. Após 16 semanas de tratamento com mirtilo, observou-se aumento na oxigenação no cérebro, constatando a melhora da resposta neuronal com a intervenção6.

            Assim, o consumo regular de frutas vermelhas pode ser uma interessante estratégia para melhorar respostas neurais, permitindo o aumento da capacidade cognitiva. As frutas vermelhas podem fazer parte de nossa rotina alimentar - em sucos, vitaminas, sobremesas saudáveis e até pratos principais mais elaborados – tornando nossas refeições mais saborosas e saudáveis. Além das frutas já conhecidas, temos também o jambolão como uma importante fonte de antocianinas!

Referências Bibliográficas:         

  1. JAMAR, G.; ESTADELLA, D.; PISANI, L.P. Contribution of anthocyanin-rich foods in obesity control through gut microbiota interactions. Biofactors; doi: 10.1002/biof.1365
  2. LIN, B.W.; GONG, C.C.; SONG, H.F. et al. Effects of anthocyanins on the prevention and treatment of cancer. Br J Pharmacol; 174(11):1226-1243, 2017.
  3. CARVALHO, F.B.; GUTIERRES, J.M.; BUENO, A. et al. Anthocyanins control neuroinflammation and consequent memory dysfuntion in mice exposed to lipopolysaccharide. Mol Neurobiol;
  4. SHAH, S.A.; AMIN, F.U.; KHAN, M. et al. Anthocyanins abrogate glutamate-induced AMPK activation, oxidative stress, neuroinflammation and neurodegenerative in postnatal rat brain. J Neuroinflammation; 13(1):286, 2016.
  5. BOWTELL, J.L.; ABOO-BAKKAR, Z.; CONWAY, M.E. et al. Enhanced task-related brain activation and resting perfusion in healthy older adults after chronic blueberry supplementation. Appl Physiol Nutr Metab; 1:1-7, 2017.
  6. BOESPFLUG, E.L.; ELIASSEN, J.C.; DUDLEY, J.A. et al. Enhanced neural activation with blueberry supplementation in mild cognitive impariment. Nutr Neurosci; 21:109, 2017.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA PROMOÇÕES E CONTEÚDOS EXCLUSIVOS