Cereja e romã auxiliando na recuperação de danos musculares


Cereja e romã auxiliando na recuperação de danos musculares

Publicado em 24/08/2021 às 17:10



Devido as propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, os compostos fenólicos podem ajudar os atletas na recuperação do dano muscular induzido pelo exercício.

Uma revisão sistemática publicada neste ano procurou verificar os efeitos da suplementação de cereja e romã no estresse oxidativo, inflamação e recuperação muscular induzidos pelo exercício e delineou as diferenças encontradas. 

As evidências discutidas pelos autores sugerem que ambos os tipos de suplementação são boas estratégias para acelerar a recuperação muscular e inflamação, mas a suplementação de romã mostra exercer uma melhor recuperação do estresse oxidativo. 

Os efeitos positivos mostraram ocorrer em maior escala quando a suplementação começa alguns dias antes do dano muscular ser induzido e termina alguns dias depois (8 a 10 dias), com dano muscular acentuado dos músculos envolvidos e quando o conteúdo fenólico total é de pelo menos 1000 mg/dia. 

Os autores discutem que a razão mais provável da suplementação de romã ser mais efetiva pode ser a biodisponibilidade diferente dos conteúdos fenólicos, porque ambas as fontes são fontes ricas em antocianinas, mas seus perfis de outros polifenóis diferem. 

Aprofunde seus conhecimentos com a pós-graduação em Nutrição Esportiva Funcional:

https://www.vponline.com.br/site/pos-graduacao/nutricao-esportiva-funcional/

Referência bibliográfica:

ORTEGA, D.R; LÓPEZ, A.M; AMAYA, H.M. et al. Tart cherry and pomegranate supplementations enhance recovery from exercise-induced muscle damage: a systematic review. Biol Sport; 38 (1): 97-111, 2021.