Consumo de azeite e redução da glicemia


Consumo de azeite e redução da glicemia

Publicado em 03/02/2020 às 15:38



Estudos prévios já mostraram que o consumo de azeite de oliva extravirgem pode reduzir os níveis de glicemia em indivíduos saudáveis.

Neste ano, estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Sapienza de Roma 🇮🇹 mostrou que este benefício também pode ocorrer em indivíduos pré-diabéticos. Com desenho randomizado em crossover, trinta indivíduos pré-diabéticos foram aleatoriamente divididos em dois grupos para consumir uma refeição com e sem a adição de 10g de azeite de oliva extravirgem (aproximadamente 1 colher de sopa 🥄).

Foi encontrado que o consumo da refeição acrescida do azeite de oliva extravirgem promoveu redução significante nos valores pós-prandiais de glicemia  (aproximadamente 20%, em comparação com o consumo da refeição sem azeite de oliva) e aumento dos níveis de GLP-1 e insulina (aproximadamente 40%, em comparação com o consumo da refeição sem azeite de oliva). Ainda, foi observada uma importante redução nos níveis de triacilglicerois e de apo B-48, componente das lipoproteínas com potencial aterogênico.

Os mecanismos envolvendo o efeito observado neste estudo ainda não estão completamente esclarecidos, mas os autores discutem que a queda nos níveis sanguíneos de glicose após a refeição podem estar relacionados com um aumento na atividade das incretinas e da secreção de insulina, proporcionando, assim, um melhor controle glicêmico. 

Referência bibliográfica :

Carnevale, R. et al. Extra virgin olive oil improves post-prandial glycemic and lipid profile in patients with impaired fasting glucose. Clin Nutr; 36(3): 782-787, 2017.