Ação do extrato da pitanga na prevenção do câncer


Ação do extrato da pitanga na prevenção do câncer

Publicado em 11/11/2019 às 10:46



A pitanga e a cerejinha de Mattos são frutas nativas do Brasil. Apresentam altas concentrações de micronutrientes como cálcio, fósforo e vitamina C, além de compostos bioativos com importante atividade antioxidante. Devido ao importante potencial medicinal destes dois frutos, ambos são frequentemente utilizados para fins terapêuticos.

O trabalho premiado em primeiro lugar no XV Congresso Internacional de Nutrição Funcional teve como objetivo avaliar os efeitos dos extratos metanólicos das sementes de pitanga (E. uniflora) e cerejinha de Mattos (E. mattosii) na prevenção contra o câncer de cólon in vivo. Para tanto, 28 ratos foram divididos em quatro grupos (grupo controle – C, grupo câncer – CA, grupo câncer tratado com extrato metanólico de semente de pitanga CAEU, e grupo câncer tratado com extrato metanólico de semente de cerejinha – CAEM). Para indução da carcinogênese, foram administradas quatro doses de dimetilhidrazina. Como resultado, os autores observaram que o grupo que exibiu menor média de focos carcinogênicos foi o grupo CAEU. O grupo CAEU apresentou menor média de peso de fígado em relação ao CA e maiores concentrações de gama glutamil transferase em comparação aos grupos C e CA. O Grupo CAEU exibiu menor média de focos de criptas aberrantes em relação a CA e CAEM. Desta forma, os autores concluíram que o extrato metanólico das sementes de pitanga apresentou potencial anticarcinogênico. Este trabalho foi desenvolvido por graduandas do curso de nutrição da Universidade do Vale do Itajaí (UNIVALI): Nadia Testoni, Vitória da Silva, Rúbia Bittencourt Thomé, Paola Cristina Vedana e Daiana Perardt, sob co-orientação da professora Adriana Bramorski e orientação da professora Sandra Soares Melo.