Estresse e sono: como alimentos prebióticos podem ajudar?


Estresse e sono: como alimentos prebióticos podem ajudar?

Publicado em 09/08/2019 às 07:26



Somos constantemente expostos a fatores estressores, extrínsecos ou intrínsecos. Essa exposição gera uma resposta adaptativa que quando estimulada constantemente causa consequências prejudiciais ao organismo, podendo afetar diretamente o nosso padrão de sono e a nossa saúde intestinal1. Há evidências de que a exposição a estressores gera um quadro de disbiose por afetar bactérias específicas do intestino e produzir alterações microbianas2,3,4.

Neste contexto, um estudo realizado na Universidade do Colorado4, sugeriu que prebióticos advindos da alimentação além de agirem como promotores da saúde intestinal, podem melhorar o padrão de sono e assim, diminuir os impactos fisiológicos do estresse.

Para o estudo, os pesquisadores alimentaram ratos machos com 3 semanas de vida com uma dieta padrão de ração e com uma ração incluindo prebióticos. Os pesquisadores usaram eletroencefalograma (EEG) ou testes de atividade cerebral para monitorar a temperatura do corpo dos ratos, as bactérias intestinais e os ciclos de sono-vigília. Os resultados mostraram que a dieta contendo os probióticos modulou o impacto do estresse na fisiologia do sono e melhorou as fases NREM e REM, indicando que o impacto negativo do estresse foi menor e consequentemente o ciclo do sono foi melhor nos ratos que consumiram prebiótico5.

Portanto, estratégias nutricionais que contribuem para o equilíbrio da microbiota intestinal, nesse caso uma alimentação incluindo alimentos prebióticos como: chicória, alcachofra, alho-poró, cebola e batata yacon, podem ajudar na modulação do estresse e contribuir com um padrão melhor de sono.

Consulte seu nutricionista para saber quando e quais desses alimentos você deve incluir na sua alimentação!

Referências bibliográficas:

  1. KYROU,I; TSIGOS,C. Stress hormones: physiological stress and regulation of metabolismo. Curr Opin Pharmacol; 9(6):787-793, 2009.
  2. THAISS,C.A. et al. Transkingdom control of microbiota diurnal oscillations promotes metabolic homeostasis. Cell; 159:514–529, 2014.
  3. BAILEY, M.T. et al. Stressor exposure disrupts commensal microbial populations in the intestines and leads to increased colonization by Citrobacter rodentium. Infect. Immun; 78:1509–1519, 2010.
  4. DINAN, T.G.; CRYAN, J.F. The microbiome-gut-brain axis in health and disease. Gastroenterol Clin North Am; 46(1):77-89, 2017.
  5. THOMPSON, R.S. et al. Dietary prebiotics and bioactive milk fractions improve NREM sleep, enhance REM sleep rebound and attenuate the stress-induced decrease in diurnal temperature and gut microbial alpha diversity. Front Behav Neurosci; 10:240, 2017.

 


ASSINE NOSSA NEWSLETTER E RECEBA PROMOÇÕES E CONTEÚDOS EXCLUSIVOS