Programação metabólica e sua influência na saúde e longevidade


Programação metabólica e sua influência na saúde e longevidade

Publicado em 19/07/2019 às 08:19



Hoje já se sabe que o ambiente nutricional fornecido pela mulher durante a gestação pode programar a saúde do seu filho para o resto da sua vida. Dentro desse contexto, o período pré-concepção, gestação e lactação são cruciais, pois são considerados janelas de oportunidades. Nesses períodos críticos do desenvolvimento, que chamamos de 1000 dias, o estado nutricional materno antes e durante a gestação, a contaminação prévia e a exposição às toxinas ambientais, o sendentarismo, o tipo de parto, a amamentação e o tipo de alimentação recebida nos primeiros 2 anos de vida podem promover ajustes morfológicos, metabólicos e funcionais, reduzindo ou aumentando o risco de desenvolvimento de doenças na vida adulta1.

Estudos epidemiológicos apontam que o risco de desenvolver obesidade, síndrome metabólica, diabetes tipo 2 e doença cardiovascular é 2 a 8 vezes maior entre os indivíduos que foram expostos intra útero ao diabetes gestacional, seja o pré-gestacional ou o desenvolvido durante a gestação, sendo importantes fatores de risco a obesidade materna e o ganho excessivo de peso durante a gestação2.

Com relação ao ômega 3, o seu consumo adequado tem sido associado com a redução do risco de doenças atópicas nos conceptos como asma e eczema. Em um estudo recente, a suplementação com 2,4g de óleo de peixe para 736 mulheres no último trimestre gestacional reduziu em 30% a taxa de asma e chiado nas crianças acompanhada dos 3 aos 5 anos3.   

O excesso ou a deficiência de nutrientes que participam do ciclo de um carbono também pode afetar os processos de metilação no feto e na placenta, influenciando o risco de várias doenças ao longo da vida. Estudos já mostraram, por exemplo, que esses nutrientes (folato, metionina, colina, betaína, vitaminas B12 e B6, zinco e vitamina B2) são capazes de alterarem a metilação do DNA e a expressão de genes relacionados com o metabolismo/apetite (PPARγ, FAS, leptina e adiponectina) e crescimento (IGF2)4,5.

Não só o que a mulher come tem influência na saúde gestacional, na programação metabólica e nos mecanismos epigenéticos, mas também tudo que ela se expõe.  As mulheres precisam ter muito cuidado com a exposição aos disruptores endócrinos (bisfenol A (BPA), os fitalatos, os PCBs, entre outros) e metais pesados (chumbo, mercúrio, alumínio e cadmio) durante a gestação, pois muitos desses produtos químicos podem ultrapassar a placenta e são rotineiramente detectados no sangue do cordão umbilical ou outros tecidos fetais. A exposição intra-útero a essas substâncias pode influenciar negativamente no equilíbrio hormonal da criança aumentando o risco de obesidade, diabetes, hipotireoidismo, entre outras doenças crônicas ao longo da vida6.

Ficou interessado em saber mais? Esse será o tema da palestra “Programação Metabólica da gravidez ao nascimento: Impactos na saúde e longevidade” ministrada pela professora Fernanda Serpa @feserpa no XV Congresso Internacional de Nutrição Funcional, que acontecerá nos dias 12, 13 e 14 de setembro no Centro de Convenções Frei Caneca, em São Paulo! Garanta já a sua vaga!

Referências:

  1. Agosti, M.; Tandoi, F.; Morlacchi, L. et al. Nutritional and metabolic programming during the first thousand days of life. Pediatr Med Chir; 39(2): 157, 2017.
  2. Pinney, S.E.; Simmons, R.A. Metabolic programming, epigenetics, and gestational diabetes mellitus. Curr Diab Rep; 12(1): 67-74, 2012.
  3. Rodríguez, M.F.; Galdeano, P.A. Omega-3 fatty acids during pregnancy and asthma prevention. Are we talking here about more than just a suspect involved?. Evidencias en pediatria; 13(2): 1-4, 2017.
  4. Giudicelli, F.; Brabant, A.L.; Grit, I. et al. Excess of methyl donor in the perinatal period reduces postnatal leptin secretion in rat and interacts with the effect of protein content in diet. PLoS One; 8(7): e68268, 2013.
  5. Finer, S.; Saravanan, P.; Hitman, G. et al. The role of the one-carbon cycle in the developmental origins of Type 2 diabetes and obesity. Diabet Med; 31(3): 263-72, 2014.
  6. Larsson, K.; Björklund, K.L.; Palm, B. et al. Exposure determinants of phthalates, parabens, bisphenol A and triclosan in Swedish mothers and their children. Environ Int; 73: 323-33, 2014.