VP - Nutrição Funcional

Blog Oficial - www.vponline.com.br

SUCOS - PROTETORES CONTRA O ALZHEIMER?

De acordo com a matéria “Alquimia no Corpo”, publicada na Revista Estilo Natural, os sucos de frutas e de verduras podem evitar os problemas da doença de Alzheimer, baseado em um estudo publicado na revista “The American Journal of Medicine”.

A doença de Alzheimer é uma doença neurológica, progressiva e incurável, que afeta principalmente os maiores de 65 anos. Seus primeiros sintomas de perda de memória degeneram em demência e podem levar à morte.

Após considerar fatores como tabagismo, educação, atividade física e consumo de calorias, os cientistas descobriram que a ingestão de sucos de vegetais três ou mais vezes por semana resultava em 76% a menos de possibilidades de desenvolver a doença.

Originalmente, os cientistas acreditavam que o alto consumo de antioxidantes (vitaminas C, E e betacaroteno) poderia ter um efeito neutralizador do Alzheimer. No entanto, as últimas investigações clínicas apontam os polifenóis, uma outra classe de antioxidantes presentes nos chás, vinhos, plantas, ervas, verduras e frutas, como os principais agentes benéficos.

Os compostos fenólicos vêm recebendo crescente interesse dos consumidores e fabricantes, pois inúmeros estudos epidemiológicos têm sugerido associações entre o consumo de alimentos e bebidas ricos em polifenóis e a prevenção de certas doenças crônicas como câncer e doenças cardiovasculares. Além disso, a investigação sobre os efeitos neuroprotetores da dieta rica em polifenóis desenvolveu-se consideravelmente nos últimos 10 anos. Os estudos demonstraram que esses compostos são capazes de proteger as células neuronais.

No entanto, ainda não está esclarecido se estes compostos atingem o cérebro em concentrações suficientes e numa forma biologicamente ativas para exercer estes efeitos benéficos. Por outro lado, tornou-se claro que os mecanismos de ação desses polifenóis excedem sua atividade antioxidante e de atenuação do estresse oxidativo.

O estresse oxidativo é causado quando há um desequilíbrio entre a produção de radicais livres e sua correspondente neutralização pelos antioxidantes. O excesso de radicais livres tem recebido muita atenção quanto ao envolvimento em diversas doenças, incluindo as neurológicas. Uma vez que os polifenóis são compostos altamente antioxidantes, o consumo de frutas e verduras pode atenuar o estresse oxidativo, prevenindo o aparecimento de diversas patologias, dentre elas, as doenças neurodegenerativas, como o mal de Alzheimer.

No entanto, embora os resultados sejam promissores, é importante que o público em geral não se precipite nem pense que o suco de vegetais é suficiente para evitar a doença. Porém, sendo o Brasil um país tropical muito rico em frutas e com progressivo aumento na expectativa de vida, é muito importante incentivar o consumo de frutas e vegetais pois, além de ser mais saudável do que consumir produtos industrializados, a ingestão de frutas e verduras pode contribuir em longo prazo, no adiamento e início de determinadas doenças que envolvam, possivelmente, a participação dos radicais livres em alguma etapa de seu desencadeamento.

**Texto elaborado pela Dra. Juliana Geraix, aluna bolsista do curso de Pós-graduação em Nutrição Clínica pela VP Consultoria Nutricional/ Divisão Ensino e Pesquisa.

2 Respostas para SUCOS - PROTETORES CONTRA O ALZHEIMER? »»


Comentário

  1. Comentário de Silvia | 03/07/2009 em 19:04:43

    Olá Dra. Juliana,
    Minha mãe com 84 anos com diagnóstico de Alzheimer início. Além da alimentação quais nutrientes são importantes neste início de tratamento. Ela só come alimentos processados no liquidificador. Pode ser em forma de suplementos? quais são fundamentais? Grata,
    Silvia…

  2. VP
    Comentário de VP | 06/07/2009 em 10:08:29

    Olá Silvia, como vai?

    Como abordamos anteriormente no blog, diversos nutrientes e alimentos são importantes na otimização da memória e prevenção do Alzheimer, tais como as vitaminas antioxidantes, vitaminas B6, B9 e B12, colina, ferro, zinco e ácidos graxos ômega-3, entre outros.

    Diversos alimentos são fontes desses nutrientes e podem ser incorporados a alimentação habitual da sua mãe, mesmo sendo essa alimentação processada. Uma suplementação pode ser também utilizada para complementar essa alimentação. Entretanto, não podemos realizar uma orientação nutricional para sua mãe sem conhecer a história da doença, outros sinais e sintomas que sua mãe possa apresentar, hábitos de vida e hábitos alimentares, etc. Apenas com uma orientação individualizada, poderemos obter resultados ótimos com sua mãe. Caso você tenha interesse, podemos indicar um profissional capacitado que atue mais próximo de sua região.

    Qualquer dúvida nos escreva novamente.

    Um abraço,

    Dra. Valéria Paschoal


Enviar Comentário »»